Pesquisar no blog do MFL

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Vereador de Boa Vista do Ramos (AM) é flagrado por câmera recebendo dinheiro de prefeito

O prefeito Elmir Lima informou que foi vítima de extorsão e que só entregou o dinheiro porque foi ameaçado de morte por um grupo de vereadores da localidade

O ex-presidente da Câmara Municipal de Boa Vista do Ramos (a 270 quilômetros de Manaus-Amazonas), vereador Joaquim Teixeira (PSC), foi flagrado em imagens gravadas em um escritório localizado no Centro de Manaus, recebendo R$ 25 mil em espécie das mãos do prefeito Elmir Lima Mota (PSC), valor que ele “guardou” na cueca, nos bolsos e na meia (ver vídeo). A denúncia foi levada às mãos do superintendente da Polícia Federal (PF), Sérgio Fontes, na tarde desta quarta-feira (14/12), pelo vereador de oposição Júnior Andrade (PT). O prefeito do município admitiu tratar-se de dinheiro público.
Segundo Júnior Andrade, que fez a denúncia acompanhado da vereadora Rosineide Aguiar (PTB), as imagens foram feitas no dia 11 de novembro deste ano, em um escritório localizado na rua Ramos Ferreira, 2.099, Centro de Manaus. Na ocasião, estavam o prefeito, o secretário de finanças do município identificado como Mário e dois advogados: Jhones Karre e Álysson Karré , além de Joaquim Teixeira.

Andrade explica que a gravação chegou até ele por meio de um funcionário que não quis se identificar, na tarde da última terça-feira (13/12), ainda em Boa Vista do Ramos. De lá, ele seguiu para Manaus para entregar a fita e uma denúncia formal pessoalmente ao superintendente da PF, Sérgio Fontes, o qual informou, de acordo com o vereador, que tratará do assunto com o coordenador do Centro de Apoio Operacional de Combate ao Crime Organizado (CaoCrimo), promotor Fábio Monteiro, nesta quinta-feira (15/12).
Segundo o vereador denunciado, ele tinha um acordo de entregar o cargo, ano passado, e por isso recebeu o dinheiro, mas não entrou em detalhes. No lugar dele, assumiu o vereador Nivaldo Anselmo que já deixou a função. Hoje, preside a Câmara o vereador Marlon Trindade (PT). Ele disse que não iria dar maiores detalhes do “acordo” porque só iria se pronunciar em juízo.
A cena lembra o vídeo gravado em 2009 que teve repercussão nacional do empresário Alcir Collaço, proprietário do jornal Tribuna do Brasil, recebendo este ano R$ 30 mil do ex-secretário de Relações Institucionais do Governo do Distrito Federal Durval Barbosa, na sede da Secretaria de Assuntos Institucionais.
Extorsão
Já o prefeito, que disponibilizou o vídeo sem saber que o mesmo já havia sido entregue à Polícia Federal, alegou que desde 2009 está sendo vítima de extorsão por parte de seis vereadores do município, entre eles Joaquim Teixeira, Marlon Trindade, Nivaldo Anselmo e Ademar Carlos. Este último, segundo o prefeito Elmir Lima, também recebeu dinheiro, mas o valor foi menor: R$ 10 mil. O prefeito justifica que pagou porque era ameaçado de morte. Os vereadores envolvidos no esquema também o ameaçaram, segundo ele, de plantarem denúncias, as quais não foram reveladas, que o levariam à perda do mandato. O valor cobrado pelo grupo de parlamentares foi, conforme o prefeito, R$ 200 mil.
Elmir Lima disse, ainda, que Joaquim Teixeira renunciou ao cargo porque Nivaldo Anselmo ameaçou denunciá-lo por emitir cheques em nome da Câmara Municipal de Boa Vista do Ramos sem fundos, fato que não foi comentado pelo vereador.
O prefeito também informou que fez um Boletim de Ocorrência (B.O) no Distrito Policial do município e foi orientado pelo delegado da área a documentar a entrega do dinheiro a título de prova a seu favor caso denunciasse o caso. Por isso ele pediu a um funcionário do escritório para gravar a negociação. Ele admitiu que trata-se de dinheiro da prefeitura.
Ao final da tarde desta quarta-feira, a reportagem teve acesso a um segundo vídeo, no qual o prefeito é filmado aparece em uma sala ao lado do vereador Joaquim Teixeira, rindo, e sobre a mesa, cercada de assessores, está uma grande quantidade de dinheiro que o próprio prefeito conta na frente de todos.
Algumas pessoas preenchem uma ficha e recebem quantidades distintas de dinheiro das mãos de Joaquim Teixeira. A uma delas ele entrega R$ 420 e diz que é para a “tambaquizada”, nome popular dado a um prato preparado no Amazonas com o tambaqui, peixe da região. Ele recebe um telefonema e ameaça uma pessoa a qual ele não identifica, dizendo que ela vai parar atrás das grades. Ao que tudo indica, trata-se de um morador de Urucurituba, município localizado a 212 quilômetros de Manaus e que é citado pelo prefeito durante a conversa.
A equipe de reportagem tentou entrar em contato novamente com o prefeito para falar sobre as cenas, mas ele não atendeu as ligações. A equipe também tentou contato com o superintendente da PF no Amazonas, mas não obteve sucesso.
Fonte: http://acritica.uol.com.br/manaus/Vereador-Boa-Vista-Ramos-recebendo-Amazonia-Amazonas-Manaus_0_608939503.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você concorda com a absolvição da Deputada Federal Jaqueline Roriz - PMN/DF, (que foi flagrada recebendo propina em 2006)

Você concorda com o Projeto de Lei 531/2011, de autoria do deputado Cristiano Araújo - PTB-DF, que propõe horários determinados para manifestações na Esplanada dos Ministérios?

Como você conheceu o @movFichaLimpa?

Qual critério tem mais peso ao escolher o candidato de sua preferência?

Mais uma polêmica envolvendo ministros. Estamos passando por uma onda de denuncismos, ou limpeza?

Você concorda com a reforma ministerial, e diminuição da quantidade de ministérios? Atualmente são 39 no total. EUA, Reino Unido, Rússia e México têm em média 20 ministérios.